8 de mar de 2010

Cordel

Vou transcrever algumas estrofes de um cordel de autoria de Antônio Américo Medeiros que conta um pouco da história da literatura de cordel. Seu título: Os Mestres da Literatura de Cordel.



Começa assim……..

Nosso cordel começou
com Silvino Pirauá
e Leandro Gomes de Barros
Como na História esto
de Vitória pro Recife
começou tudo por lá.


Pirauá filho de Patos
e Leandro de Pombal.
Todos dois paraibanos
deixaram a terra natal
Foram para o Pernambuco
pararam na capital.


Porque Recife já tinha
algumas tipografias
Lá Pirauá enfrentou,
com vontade e energias,
publicou quatro folhetos
e vendeu em poucos dias.

e termina………


Cordel quer dizer cordão
Ou um barbante esticado
Onde se expõe folhetos
A venda em qualquer estado
Em pregadores de roupa
O livrinho pendurado.

 
A História de Cordel
Narrada de antigamente
Trazendo tudo direito
O povo fica ciente
Nosso cordel brasileiro
Ideal de romanceiro
Outra prova no presente.


A cultura nordestina
Manda que toda nação
Entenda o que é cordel
Recordando a tradição
Isto é para provar
Como foi nosso lugar
O tempo muda a feição.
Esse cordel foi publicado pela Editora Coqueiro e nas palavras do autor:

'Escrevo e publico folhetos, não porque ganho bem, e sim por amor a esta cultura, que ensinou o povo a ler, até a metade deste século'
 
Fonte: http://www.viladoartesao.com.br/blog/2008/06/os-mestres-da-literatura-de-cordel/

Nenhum comentário: